Azeite aromatizado

azeites aromatizados também são comercializados

De uso cosmético pelos faraós no Egito até o atual uso culinário por chefes de cozinha e cozinheiros amadores, o azeite aromatizado vem dando graça no dia a dia.

Super simples de preparar, ele pode ser usado em marinadas, para perfumar pratos e em sobremesas inovadoras.

Existem algumas maneiras de aromatizar óleos.

O ideal é usar óleos de sabor neutro, como o de canola, combinados ou não com azeite. Azeite de oliva é uma ótima base, pela sua complexidade de sabor e variedade, mas tende a rançar antes comparado aos outros óleos. O azeite deve durar em torno de um mês enquanto os outros duram o dobro.

O processo que ocorre é o da infusão onde, independente do método escolhido, o óleo essencial presente nas ervas e condimentos são liberados no óleo base. O óleo essencial é feito de complexos aromáticos, geralmente liberados quando cheiramos ou esfregamos os temperos e participam muito na experiência do sabor e gosto. Estes complexos ‘impregnam’ o óleo base justamente porque são óleos. Lembram daquele ditado “óleo e água não se misturam”? Pois bem! O que significa que esta infusão não acontece da mesma forma em meio aquoso porque o que dissolve em óleo não dissolve em água e vice versa.

Infusão quente: junte os ingredientes em uma panela esquente até 70ºC para que o azeite não perca suas propriedades. É recomendável usar um termômetro culinário. Desligue e deixe esfriar. Coe e conserve.

Este método tem efeito imediato sobre o óleo. Então, pode usar em seguida.

Exemplo: fritar alho no azeite e utilizar este azeite. (macarrão alho e óleo)

Infusão fria: junte os ingredientes escolhidos (devem estar submersos no óleo) e refrigere. A infusão ocorre de forma mais lenta e gradual até que eventualmente o sabor do tempero esteja liberado por completo e estabilizado com o óleo. O recomendado é ser consumido em uma semana, porque as ervas mesmo submersas no óleo, contém água e pode gerar proliferação de bactérias perigosas. Mas… até 30 dias, de forma geral, ainda estamos ok. O azeite deve ser coado após este período. Idealmente, utilize condimentos e ervas secas. Pode secá-las ao sol ou por uns 20 segundos no microondas. (Quando azeites são comercializados contendo traços dos ingredientes, estes geralmente passaram por algum processo de cura numa mistura de um vinagre fortíssimo e sal)

Exemplo: deixar o alho no azeite durante dias.

Processado: Bater no liquidificador os ingredientes e depois coar em um coador fino, como um de café ou filtro de papel.

Exemplo: bater o alho com azeite e coar.

Misturando óleos essenciais manipulados: de efeito muito similar, pode-se comprar o óleo essencial e misturar com o azeite a gosto.

Exemplo: misturar óleo essencial de alho manipulado ao azeite.

Sugestões de temperos e condimentos:

frutas cítricas, como limão siciliano, limão ou laranja;

gengibre com pimenta calabresa;

ervas (eu prefiro um sabor só e depois qualquer coisa, misture os dois óleos – mas pode-se fazer combinações): alecrim, tomilho, orégano, manjericão, hortelã, sálvia, estragão, etc.;

fava de baunilha; canela;

pimentas: do reino, rosa, verde… e as frescas também;

folhas: louro, de limão, eucalipto;

itens defumados, como pimentas;

e assim por diante. São inúmeras as possibilidades.

Para uso decorativo usa-se a semente urucum (infusão quente) para colorir o óleo de laranja intenso. Pode-se usar outras.

Essa instigante brincadeira pode dar diferentes toques nas criações culinárias ou ser um gostoso presente para alguém querido.

Para quem for cozinhar, experimente em algumas receitas trocar a manteiga pelo azeite aromatizado!

Para aguçar a criatividade:

Polenta mole com queijo brie e azeite de trufas

Sopa de batata com azeite de alecrim

Brushcetta de queijo de cabra, figo ao azeite de tomilho

Salada ao azeite de gengibre e pimenta calabresa

Requeijão de corte com compota de frutas vermelhas ao azeite de baunilha

Sorvete de coco ao azeite de bergamota

Conservação:

O azeite aromatizado deve ser mantido na geladeira. O óleo pode vir a parecer um pouco turvo quando frio, mas deve voltar a translúcido quando em temperatura ambiente.

Os frascos escuros evitam exposição a luz, evitando a oxidação.

Faça quantidades pequenas para utilizar no tempo recomendado de 30 dias.

Cuidados básicos:

É super imporante que os vidros estejam limpos e esterilizados antes de receber os azeites. Caso contrário, estes podem mofar ou vir a ter bactérias indesejáveis.

Para esterilizar, mergulhe os recipientes em água fervente por 5 minutos. Em seguida, leve ao forno a 200ºC por 10 minutos. Desligue e deixe por pelo menos duas horas ou até esfriar. Não encoste no interior do vidro ao manusear (senão contamina denovo).

Próximo post com algumas receitas com azeite aromatizado!

2 comments

  1. renata

    Otimas dicas de azeite aromatizados!!! Vou experimentar, mas ainda quero as receitas!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: