Decidir

A dúvida é uma coisa maravilhosa. Ela é sinônimo de infinitas possibilidades, ela permite a escolha, mesmo que seja não escolher, que em si já é uma escolha. A certeza já não, é aquilo e pronto, ponto final e não se discute.

Geralmente gosto da dúvida mas ela me apavora no momento. Tenho consciência de qualquer decisão que eu tomar, nunca haverá 100% certeza.

Conversei com o Tom e conseguímos arredondar a proposta pra que fique o mais interessante possível para ambos.

Mas por outro lado, tenho planos pra quando voltar, coisas além daqui…

Já fiz listas de prós e contras e questionei todos os motivos. Decidi. Mudei de idéia… Chorei, me descabelei, tomei banho quente, meditei, dormi pra não pensar nisso, conversei, me calei… Dizem pra eu ouvir o que meu coração diz. Ele só consegue sussurrar tão baixinho que não o ouço, afogado nos meus pensamentos… GRITA MEU FILHO! 

 

Esse discurso do Steve Jobs é show! Obrigada Fó, por me mostrar… Vê se baixa uma luz aqui.

O rei das questões: arrependimento. Existe a possibilidade de me arrepender se eu escolher partir? E ficar?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: